" Se a esperança se apaga e a Babel começa, que tocha iluminará os caminhos na Terra?" (Garcia Lorca)

06
Ago 05

O título é do Cazuza. As considerações abaixo, não.

 Aos dezessete anos, decidi fazer um curso de reconhecimento de céu, no Planetário de São Paulo. Se a memória não falha - e como ela tem falhado! - foi um curso de dois meses. Curto, mas suficiente pra aprender a reconhecer as principais constelações e a perceber os lentos mas persistentes movimentos do universo.

Na mesma época, boa aluna que era no curso médio, adorava as aulas de filosofia e, apesar da arrogância típica da juventude, conseguia compreender com clareza o todo e o quase nada. O movimento do infinito e a evolução lenta do pensamento. Os avanços do infinito e os recuos do pensamento.

Aqui onde vivo agora também há um Planetário. Talvez seja um bom momento para fazer novo curso.

publicado por Adelina Braglia às 08:08

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Agosto 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

14
18

21
26
27

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO