" Se a esperança se apaga e a Babel começa, que tocha iluminará os caminhos na Terra?" (Garcia Lorca)

05
Nov 05

por de sol na estrada rosa2.jpg 

Foto: Rosa Almeida


Catar os cacos do caos como quem cata no deserto
o cacto
- como se fosse flor.

Catar os restos e ossos da utopia como de porta em porta
o lixeiro apanha
detritos da festa fria
e pobre no crepúsculo
se aquece na fogueira erguida
com os destroços do dia.

Catar a verdade contida em cada concha de mão,
como o mendigo cata as pulgas
no pêlo
- do dia cão.

Recortar o sentido como o alfaiate-artista,
costurá-lo pelo avesso
com a inconsútil emenda
à vista.

Como o arqueólogo a reunir os fragmentos,
como se ao vento
se pudessem pedir as flores
despetaladas no tempo.

Catar os cacos de Dionísio e Baco, no mosaico antigo
e no copo seco erguido
beber o vinho
ou sangue vertido.

Catar os cacos de Orfeu partido pela paixão das bacantes
e com Prometeu refazer
o fígado 
- como era antes.

Catar palavras cortantes
no rio do escuro instante
e descobrir nessas pedras
o brilho do diamante.

É um quebra-cabeça? 
Então de cabeça quebrada vamos sobre a parede do nada
deixar gravada a emoção

Cacos de mim
Cacos do não
Cacos do sim
Cacos do antes
Cacos do fim

Não é dentro
nem fora
embora seja dentro e fora
no nunca e a toda hora
que violento
o sentido nos deflora.

Catar os cacos do presente e outrora
e enfrentar a noite
com o vitral da aurora

(Catando os cacos do caos - Affonso Romano de Sant'Anna)

publicado por Adelina Braglia às 20:19

Bem vindo, Carlos. E não te preocupes: não há drama. Só revisão. Rememorar pra compreender melhor. Até certo ponto, uma rememoração serena. Abraço.
Bia a 6 de Novembro de 2005 às 06:46

Seja qual for o problema que estejas passando, podes reagir. Mas para que esse processo de mudança possa ocorrer é preciso que ocorra primeiro dentro de ti. Lembra-te, os problemas não deixam de existir, mas o que pode fazer a diferença é a sua maneira de enfrentar um a um. Tu podes não ter controle sob os factores externos, pessoas, factos, mas podes ter controle sob teus próprios pensamentos e a própria vida. Deixa de lado o papel de vítima, de que tudo de ruim acontece contigo e REAJA! Livra-te da tua necessidade de agradar, ser aprovada. Deixa de lado os sonhos de outras pessoas. Para de carregar o mundo (problemas dos outros) nas costas e sinta-se leve, solte seus ombros, respira profundamente e ao soltar o ar por entre os lábios, imagina soltando e saindo de dentro de ti toda energia negativa que existe dentro de ti e prepara-te agora para resgatar ou RECOMEÇAR a ter os eus próprios sonhos. VIVE a VIDA................VIVA!!!!!!!

Carlos a 6 de Novembro de 2005 às 06:19

Novembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

14
17

20
21
22
26



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO