" Se a esperança se apaga e a Babel começa, que tocha iluminará os caminhos na Terra?" (Garcia Lorca)

07
Nov 05

Eu gostava de drops de aniz e da flor, azul, pequenina.Eu achava que faria tudo o que queria, e imaginava que eu sabia tudo o que queria. Eu achava que poesia tinha a ver com fantasia e a paixão que eu sentia ardia como os drops de hortelã. Ele era o menino que passava na calçada, com jeitão de John Lennon, e eu era aquela que eu imaginava ser. E o chinês que vendia canetas e que queria casar comigo, representava apenas um desnecessário retorno à realidade.

Eu não sei se era feliz, mas sei que não me preocupava com isso e o único círculo de giz que eu conhecia era o céu da “amarelinha’.

publicado por Adelina Braglia às 20:07

Novembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

14
17

20
21
22
26



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO