" Se a esperança se apaga e a Babel começa, que tocha iluminará os caminhos na Terra?" (Garcia Lorca)

23
Nov 05

Bangüê, Samba de Cacete, Bambaê. Palavras sonoras, como o batuque que embala e aquece esses ritmos. Melodiosas como o cortejo do Bambaê. Harmoniosas como o som das ladainhas dos pretos. Manifestações resistentes ao “embranquecimento” da civilização eurocentrica que ainda alimenta a vergonha que os brasileiros têm da sua negritude. Compõem os maiores retalhos da colcha de retalhos da nossa formação.

Quando eu nascer de novo, que São Benedito me apadrinhe, e me pinte de negro, cor da formosura.

publicado por Adelina Braglia às 19:32

Novembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

14
17

20
21
22
26



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO