" Se a esperança se apaga e a Babel começa, que tocha iluminará os caminhos na Terra?" (Garcia Lorca)

29
Jul 06

"A situação pode ser caótica no superlotado sistema prisional do País. Mas, na Penitenciária Federal de Catanduvas, no Paraná, a realidade é diferente. Mais de um mês depois da inauguração, o presídio tem 207 celas vazias e 164 agentes penitenciários ganhando R$ 7 mil para cuidar de um único preso: o traficante carioca Fernandinho Beira-Mar, transferido para a unidade no dia 19."


Ao ler esta notícia hoje no Estadão, pensei que poderiam devolver Fernandinho pra Superintendência da Polícia Federal em Brasília e transformar a unidade de Catanduva num conjunto habitacional...


(*) série de charges do jornal O Pasquim.

publicado por Adelina Braglia às 07:33

Julho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
15

16
17
18
21
22

23
25
27



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO