" Se a esperança se apaga e a Babel começa, que tocha iluminará os caminhos na Terra?" (Garcia Lorca)

12
Jan 06

oeiras031.jpg


O acesso ao atendimento ginecológico preventivo,um dos procedimentos fundamentais para assegurar boas condições de saúde sexual e reprodutiva, é um aspecto que ilustra a maior dificuldade de acesso da população negra aos serviços de saúde básicos.Dados referentes ao ano de 2000 indicam que 7,7% das gestantes negras não fizeram nenhum exame pré-natal, em comparação com 2,8% das gestantes brancas. prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />


 

Mesmo com a queda da mortalidade infantil no país entre 1980 e 2000, a taxa das crianças negras ainda era 66% maior que a das crianças brancas entre 1991 e 2000.


 


Fonte: PNUD. Relatório de desenvolvimento humano. Racismo, pobreza e violência, Brasil, 2005.


 

publicado por Adelina Braglia às 20:43

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Janeiro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11

17
19
21

24

29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO