" Se a esperança se apaga e a Babel começa, que tocha iluminará os caminhos na Terra?" (Garcia Lorca)

09
Jun 12
 
 
Ontem à noite pus-me a refletir
Nas coisas da vida em vez de dormir
Tive um quebranto
fiquei surdo e mudo
Tolhido de espanto mas percebi tudo
O mundo era meu
sentia-me um rei
O tempo era extenso
e eu ditava a lei
Bastou dar um passo e crescer em frente
Perdi toda a graça quase de repente
 

 
Não fosse um sentido de humor apurado
Que me faz viver um sonho acordado
Não via tão claro o sentido da vida
E tudo seria bem mais complicado


Eu era feliz tinha os meus brinquedos
O anjo da guarda tirava-me os medos
Descobri o amor e vi nele o paraíso
Mas para ser expulso às vezes pouco é preciso
Podia ter tudo do bom e do caro
Que nada acodia ao meu desamparo
Sou a alma do mundo mais bem informada
Quanto mais me informo mais sei que sei nada


Não fosse um sentido de humor apurado
Que me faz viver a sonhar acordado
Não via tão claro o significado
E tudo seria bem mais complicado
 
Utilidade do humor (Clã)
 
 

 

 

publicado por Adelina Braglia às 21:46

A vocalista dos clã é a Manuela Azevedo, a mesma que cantava o «Eu ninguém» no velhinho samartaime. Hoje está registado ( e cantante) nas trovas mundanais do novo.
Beijão.
Pilantra a 22 de Julho de 2012 às 10:09

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Junho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO