" Se a esperança se apaga e a Babel começa, que tocha iluminará os caminhos na Terra?" (Garcia Lorca)

14
Mai 06
Faz muito frio nesta cidade, mas a noite está clara e o céu limpo.
De repente, os vazios são menos turvos, os descaminhos serão naturais se tiverem que ser descaminhos.
Poder olhar enxergando, escutar ouvindo, abraçar sem medo, perdoar à priori. Foi a melhor maneira de dizer ao filho que o amor é grande e por isso mesmo tem limites.
O mundo arde em volta, a cidade treme na guerra civil não declarada, meu corpo dói da tensão curtida, o coração se contrai às cicatrizes, mas eu hoje sei que vou dormir em paz.
Melhor que isto, só a travessia...a nado, pra valer!
Um abraço ultramarino.
publicado por Adelina Braglia às 22:24

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Maio 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

18
20

21
26
27

28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO