" Se a esperança se apaga e a Babel começa, que tocha iluminará os caminhos na Terra?" (Garcia Lorca)

12
Jul 10
Os irmãos: Lula, Cleide, Oswaldo e Nena. Falta a Rita, entocada naquele Mato Grosso!

 

 

 

Há um canto de envelhecer. Canto, lugar, espaço. Não uma canção.

 

Há prateleiras da memória  que precisam de um chão especial para serem assentadas. A memória nem sempre é só o que se carrega  nas lembranças. Parte dela se compõe de alguns livros, alguns discos, fotografias. Uma ou duas bonecas criolas. E um computador, moderno diário das lembranças cronologicamente anotadas.

 

No canto de envelhecer tem que caber os irmãos e os amigos. Um quartinho, portanto, é muita pobreza! É preciso espaço, onde algumas cadeiras confortáveis  abrigarão conversas dias afora.

 

Se for possível, um pequeno jardim, com rosas-menina e margaridas. Uma pequena mesa para o café e algumas guloseimas. E cinzeiros.  Para a Bit, café só até quatro da tarde, eu sei. Guloseimas, sem hora certa!

 

Uma manhã de abril, uma tarde de maio, noites lindas de junho. O vento de agosto, a florada de setembro. Pulo o calor de dezembro.  E lá vem janeiro, cidade menor, quase do tamanho certo. Um passeio nas livrarias, uma olhada na programação dos cinemas. Um cantor novo, um compositor fora da mídia.

 

No inverno, a pizza pedida pelo telefone. O vinho que já estava guardado, esperando ocasião.

 

Um canto com nome: São Paulo. Falta pouco.

 

publicado por Adelina Braglia às 13:37

Hehehehehe...me engana que eu gosto!!!
Dulce a 2 de Agosto de 2010 às 20:09

Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO