" Se a esperança se apaga e a Babel começa, que tocha iluminará os caminhos na Terra?" (Garcia Lorca)

23
Jul 09

 

O presidente Lula disse ontem na posse do Procurador Geral da República que o Ministério Público deve levar em consideração a biografia dos investigados. Insere assim, na lei, um quesito que não constava entre os cuidados que a Constituição e os Códigos Penal e Civil recomendam.
 
Se levarmos ao pé da letra a recomendação – face o tom grave pareceu mais uma advertência! – pode-se inferir duas coisas.
 
1 – o Presidente, mestre em desabafos para parecer íntimo da gente, está magoado. Afinal, Zé Dirceu, Silvinho Land-Rover, Marcos Valério – este, inclusive a serviço de outros governos, assim como Sir Ney – não tiveram suas biografias respeitadas!
 
2 – o Presidente está falando sério, sem mentir. “ Observemos as biografias! Observemos! Se assim tivéssemos procedido, Sir Ney, o melhor e maior representante vivo do patrimonialismo, do nepotismo e da apropriação do dever público pelo interesse privado, não seria Presidente do Senado.”
 
Fui. Não sem antes deixar spot pra vocês. Memorável.
                                                                              
Divirtam-se. Ou chorem.

 

 

 

publicado por Adelina Braglia às 08:12

Coisas da lusofonia!
pilantra a 25 de Julho de 2009 às 15:39

Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

14
16
17
18

19
21
24
25

26
27
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO