" Se a esperança se apaga e a Babel começa, que tocha iluminará os caminhos na Terra?" (Garcia Lorca)

02
Nov 08

 

Prefiro rosas, meu amor, à pátria, 
E antes magnólias amo 
Que a glória e a virtude. 

Logo que a vida me não canse, deixo 
Que a vida por mim passe 
Logo que eu fique o mesmo. 

Que importa àquele a quem já nada importa 
Que um perca e outro vença, 
Se a aurora raia sempre, 

Se cada ano com a primavera 
As folhas aparecem 
E com o outono cessam? 

E o resto, as outras coisas que os humanos 
Acrescentam à vida, 
Que me aumentam na alma? 

Nada, salvo o desejo de indiferença 
E a confiança mole 
Na hora fugitiva

 

 

(Fernando Pessoa/Ricardo Reis)

publicado por Adelina Braglia às 16:47

Sua mail box anda de novo implicando comigo! Novo ataque de desandamento, seu provedor me escreve longas cartas de amor explicando que esse endereço não existe!

Ou seu provedor é um chato - e é mesmo - ,

ou anda aí bruxa ruim que me sabota seu endereço!

Por favor mande mail - para ver se consigo alguma coisa.

Beijão!

pilantra a 2 de Novembro de 2008 às 21:31

Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
18
19
21
22

23
24
26
27

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO