" Se a esperança se apaga e a Babel começa, que tocha iluminará os caminhos na Terra?" (Garcia Lorca)

30
Jun 10

 

 

 

Era fácil encontrar o Luiz na calçada do Rubão.

 

Sereno, parecia estar ali há séculos, olhando o céu e poetando.

 

A gentileza personificada. O afeto gratuito.

 

Uma noite, entre os muitos frequentadores do Rubão, foi o único a preocupar-se em  vestir uma garota de rua, que andava nua pela calçada.

 

Hoje, seu coração cansou de bater.

 

Vá em paz, poeta. Esse não é mesmo um tempo de sensibilidades.

publicado por Adelina Braglia às 21:45

Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
26

27
28
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO