" Se a esperança se apaga e a Babel começa, que tocha iluminará os caminhos na Terra?" (Garcia Lorca)

10
Ago 06

prainha2.JPG


Nos dias em que a vida se acalma.

e me deixa na boca e na memória

o sabor dos momentos completos

que eu não queria que acabassem,

mas que sei que também porque são finitos é que são tão fortes,

eu sei que vou dormir em paz.

E quando meu coração está calmo e a cabeça o acompanha

nesta necessária solidariedade entre o corpo e a alma,

recebo com prazer a lua cheia ao alcance da minha janela,

e busco com ansiedade a foto da prainha  no arquivo de imagens,

e ouço a música de Simon e Garfunkel

que a amiga Márcia  mandou porque adivinhou que eu não a tinha mais.

E reencontro na música e na fotografia

pedaços de mim tão cheios de esperanças

que amanhã ao enfrentar a estrada

e ir reafirmar para alguns

que vale a pena persistir para a vida ser melhor do que ela é,

me sentirei também melhor do que eu sou.

publicado por Adelina Braglia às 23:53

Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
19

20
21
22
23
24

27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO