" Se a esperança se apaga e a Babel começa, que tocha iluminará os caminhos na Terra?" (Garcia Lorca)

10
Out 07
 

 

 

www.verdevagomundo.com.br

  

  

Certamente é a proximidade do Círio de Nazaré que me faz menos presunçosa e me aquinhoa de uma pequena dose de humildade, trazida pelo cheiro do tucupi e da maniçoba por sobre as casas e quintais.
 
Certamente é uma saudade também real, para além do sentimento do Círio, que me fez querer dizer aqui, como se fosse alto e a bom som para o meu amigo, companheiro de jornadas, poeta, escritor e amazônida Benedicto Wilfredo Monteiro, que eu o quero bem.  Muito mais do que consigo demonstrar, eu e as minhas prioridades invertidas e confusas.
 
Um abraço apertado, Bené, carinhoso, com cheiro de patchouli, com gosto de tucupi, amoroso como a sua Alenquer.
 
A canção é para você, Bené. Pelo amigo que você foi e é, pelos amigos que perdemos e pelos que ganhamos. Pelos que estarão sempre conosco, ainda que, como eu, sejam tão relapsos nas demonstrações de afeto.
 
Um beijo.
 
 

 

publicado por Adelina Braglia às 19:14

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12

14
15
16
17
18
19

21
25
26
27

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO