" Se a esperança se apaga e a Babel começa, que tocha iluminará os caminhos na Terra?" (Garcia Lorca)

22
Set 07

 

Ontem pela manhã, os jornais na TV mostravam uma enfurecida ministra Dilma Roussef que bem ao estilo do seu antecessor, o Comissário Dirceu, esbravejava sobre o relatório do TCU, que apontou irregularidades em 77 das 231 obras em andamento sob a responsabilidade da União.
 
A ministra é, no geral, irritadiça e grosseira. Mas, ainda assim surpreendeu pela assustadora impertinência e arrogância, pressupondo talvez que seu ar aborrecido era suficiente para nos garantir que as irregularidades graves apontadas pelo TCU são irrelevantes  inconsistências ou intrigas da oposição!
 
Bravinha, a ministra esperneou pelo fato do Tribunal estar cumprindo sua atribuição. Nunca “nesse país” governantes exigiram impunidade para a improbidade com tanta desfaçatez.
 
Aqui com as minhas teclas creio que os comissários governam e agem como quem tomou o Palácio de Inverno na última eleição, e por isto, ao contrário da nudez de Nelson Rodrigues, acreditam e exigem que toda falcatrua e desrespeito deve ser perdoada no processo revolucionário que colocaram em marcha!
 
Louve-se FHC e seu nariz empinado que não tentou nos convencer que suas “diatribes” eram revolucionárias. E aos mais afoitos, aviso: não tenho saudades de FHC e seus meninos dourados.  Mas tenho saudades dos malandros que o Chico garantiu que não existem mais.

 

 

publicado por Adelina Braglia às 06:39

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
14

19
21

23
25
27
28

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO