" Se a esperança se apaga e a Babel começa, que tocha iluminará os caminhos na Terra?" (Garcia Lorca)

04
Out 06

 

Se vens comigo, aceita o meu percurso

com desprendimento, como aceito o teu.

Não me exija ir pelo teu caminho,

assim como não desejo que caminhes apenas pelo meu.

Se juntarmos o que acumulamos nas nossas isoladas trajetórias,

haverá um solidário caminho para percorrermos. Ou não.

Mas, junta ao teu riso a minha melancolia,

conta-me as tuas histórias, que eu tanto gosto de ouvir,

e tenta ouvir as que te quero contar.

Gastemos nosso tempo nisto,

porque não há mais pressa nesse caminhar.

Se juntarmos a tua forte e permanente  determinação aos meus vacilos,

e se somarmos a minha eventual  determinação às tuas inquietações,

quem sabe, haverá a serenidade,

que eu tanto quero e que nos é tão necessária.

E se o que nos atrai são as nossas diferenças,

mais do que as nossas similaridades,

não nos permitamos amalgamar a vida,

porque não és meu espelho, nem eu sou o teu.

Estamos nos olhando, apenas.

E, por enquanto, isto é forte, e basta.

 

 

 

 

publicado por Adelina Braglia às 04:14

Simples! Essencial. Acompanha, faz-me sentir a tua presença mas não te imponhas.Caminha,acompanho-te, respeito-te!
Passei por acaso aqui. Voltarei
keops a 4 de Outubro de 2006 às 08:22

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Outubro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

23
25
26
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO