Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Setembro 2005

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930


Pesquisar

 


Qualquer Maria.

Sexta-feira, 02.09.05

Às vezes caminho na chuva,

às vezes flutuo no ar,

às vezes canto e assobio,

às vezes desabo a chorar.

Não danço música nova,

não como salgado com doce,

não disfarço se não gosto,

derreto-me quando entristeço.

Tenho fibra pra luta alheia,

perco-me sempre nas minhas,

não suporto meus pés sujos,

lavo o cabelo todo dia.

Amo os filhos como a águia,

que mata para protege-los,

debaixo das asas eu os quero,

assusto-me quando eu os olho

e vejo que já cresceram.

Bradei por tantas quizílias,

gastei muita esperança,

cruzei tantas estradas,

de terra, asfalto e areia,

cravei estacas na terra

cravei estacas no peito.

Agrego mais do que afasto,

carrego mais do que divido,

sonho mais do que devia,

faço menos do que quero,

tenho menos do que amo.

Quero voar sem destino,

quero dormir e acordo,

quero colo e não o alcanço

e tenho que dar o que peço.

Nada de novo, nada é trágico

nada é terrível ou tristonho,

minha vida é realidade,

minha realidade é o sonho.

Sou uma mulher comum.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Adelina Braglia às 17:21


Comentários recentes

  • Anónimo

    Meu pai foi um desses homens procuro por uma foto...

  • Adelina Braglia

    Salve, Cris.Mudamos todos, nós, os blogs, o Juca q...

  • cris moreno

    saudades. estava me lendo no travessia e vi como b...

  • Adelina Braglia

    Amém! Beijo.

  • Marga

    Querida, bom lhe ter de volta aos textos que retra...