Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



foto do autor


calendário

Setembro 2005

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930


Pesquisar

 


Opções pra Santo Ambrósio.

Terça-feira, 13.09.05
Não há céu que me proteja de mim, já sei. Deus, se existir, certamente tem mais do que cuidar, com tantas nocivas maldades cometidas contra o "próximo" pelos lúcidos e normais.

Eu, cá com a minha sensação de que a vida de repente é uma imagem da TV, distante de mim, não causo mal ao mundo. Há até vantagens nessa sensação: o tal distanciamento...risos...

Tenho uma vida boa: dois filhos, que como todas as criaturas desta categoria, despertam em nós o amor total e a fúria total. Tenho meu amor prevalente sobre todo e qualquer outro, construído ao longo de anos e anos de solidariedade e afeto. E muita generosidade, pelo menos do lado de lá. Dali vem o colo, o carinho e a reprimenda que sempre mereço.

Irmãos. Entre nós estabelecemos uma relação dura e terna como sói aos que se amam umbilicalmente. Literalmente.

Há os amigos especiais que andam comigo, onde quer que eu esteja: uns ao alcance da mão, outros a 4 mil quilômetros, mas sempre ao alcance da saudade e de qualquer sussurro meu pedindo por carinho.

Ah! a neta. E, por consequência, a sua transportadora para o meu mundo, a nora. São duas meninas, uma brinca de mãe e a outra de filha. Incorporadas ao meu lado bom, as duas.

Meu trabalho me dá prazer de tal jeito, que através dele invento cumprir minhas esperanças não realizadas do sonho coletivo, e realizo-me hoje no sonho miúdo, de lugar em lugar, de pessoa em pessoa, como se plantasse sementes pra daqui mil anos. Mas gosto do que faço.

E aí? perguntam meus três leitores, entediados, se chegaram até aqui. Não sei.

Farto-me de pensar que os meus privilégios, esses descritos acima, bastam, fosse eu menos presunçosa em relação à expectativa sobre a vida. Mas sou. Presunçosa, arrogante até. Tanto que criei meu santo próprio, Santo Ambrósio - não, não é o que é real, se é que existe um Santo Ambrósio no condomínio dos céus - a quem apelo às vezes, umas brincando e outras pra valer, pra que ele alivie esse meu desconforto de estar no mundo. Ou que normatize essa dor fininha, encaixe-me no escaninho dos egoístas, pra gente conferir se meu problema é culpa.

Pois bem, Santo Ambrósio, mexa-se! O dia está lindo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Adelina Braglia às 08:43

4 comentários

De Bia a 18.09.2005 às 14:06

Caramba, nem sabia dessa sua veia eclesiástica!!! Beijo, grandão.

De Oswaldo a 15.09.2005 às 11:51

Interessante como, de certa forma a história se repete, ao lembrar Santo Ambrósio, lembremos do Papa Severino: Eleito em 638, não foi consagrado até 640. Durante o seu pontificado, um alto funcionário bizantino, Mauricio, delapidou o tesouro pontifício. Papa Severino, nasceu em Roma. Eleito em 28 de Maio de 640, só foi consagrado dois meses antes de morrer, por ter condenado a heresia monotelista. Para o castigar, o Imperador bizantino Eráclio ordenou o saque de Roma e das riquezas das igrejas, especialmente da igreja de São João e do Palácio Laterano. Morreu de desgosto, em 2 de agosto de 640.

De Bia a 14.09.2005 às 16:35

JMB. Agradeço sua visita e seu comentário. Mas estou longe da serenidade,embora me esforce bastante pra não ser absolutamente insana...risos....Abraço

De JMB a 13.09.2005 às 15:18

Que serenidade. Que tranquilidade. Li até ao fim. Gostei. Não sei se fui um dos três leitores de que nele fala, mas estou certo de que eu fiquei a ganhar. Com o que li. E estou também certo de que outros "mais três" que vierem aqui visitá-la, muito irão ficar a ganhar. Parabéns.

Comentar post



Comentários recentes

  • Anónimo

    Meu pai foi um desses homens procuro por uma foto...

  • Adelina Braglia

    Salve, Cris.Mudamos todos, nós, os blogs, o Juca q...

  • cris moreno

    saudades. estava me lendo no travessia e vi como b...

  • Adelina Braglia

    Amém! Beijo.

  • Marga

    Querida, bom lhe ter de volta aos textos que retra...