Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



foto do autor


calendário

Outubro 2009

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


Pesquisar

 


Chá para duas.

Segunda-feira, 12.10.09

  

 

Acabo de assistir Grey Gardens, na HBO. Uma adaptação para a tevê do documentário dos irmãos Maysles, feito em de 1975. As personagens, Edith Bouvier Beale, mãe e filha com o mesmo nome,  vivem juntas a decadência cotidiana, silenciosa,  numa imensa casa de campo, presas a si mesmas e ao passado. Rodeadas por gatos, fotos antigas e uma eletrola, rememoram os dias de glória, de glamour, contam os centavos, dividem com os gatos sua comida e conservam no olhar o brilho dos sonhos que não realizaram, especialmente Edith, a filha, enquanto a casa rui à sua volta.
O parentesco delas com  Jacqueline Bouvier Kennedy (tia e prima), não significa grande coisa, a não ser pelo escândalo nos jornais, quando o departamento de vigilância sanitária  do condado de Nova Iorque, onde elas moravam, interdita ao casarão por absoluta falta de condições de habitabilidade. Uma interferência de Jacqueline serve para recuperar a casa e dar-lhes condições de moradia.
O que dá grandeza ao filme, cujo enredo trivial não chamaria muita atenção, é a degradação do mundo em que as Beale viveram e cultivam nas suas memórias e encenações para o documentário, e a realidade da casa ruindo, como o passado que não volta mais.
Embora no filme só se veja os gatos, na ratoeira do tempo é que está ancorada a emoção.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Adelina Braglia às 19:05


Comentários recentes

  • Anónimo

    Meu pai foi um desses homens procuro por uma foto...

  • Adelina Braglia

    Salve, Cris.Mudamos todos, nós, os blogs, o Juca q...

  • cris moreno

    saudades. estava me lendo no travessia e vi como b...

  • Adelina Braglia

    Amém! Beijo.

  • Marga

    Querida, bom lhe ter de volta aos textos que retra...