Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Dezembro 2008

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031


Pesquisar

 


Feliz Ano Novo, com muito amor pra recomeçar.

Sexta-feira, 26.12.08

 

 

A música de Frejat, baseada no poema de Victor Hugo,  contempla o que eu desejo a todos vocês. Sempre.

 

Abraços.

 

 

 

Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.
Desejo, pois, que não seja assim,
Mas se for, saiba ser sem desesperar.
 
Desejo também que tenha amigos,
Que mesmo maus e inconseqüentes,
Sejam corajosos e fiéis,
E que pelo menos num deles
Você possa confiar sem duvidar.
E porque a vida é assim,
Desejo ainda que você tenha inimigos.
 
Nem muitos, nem poucos,
Mas na medida exata para que, algumas vezes,
Você se interpele a respeito
De suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,
Para que você não se sinta demasiado seguro.
 
Desejo depois que você seja útil,
Mas não insubstituível.
E que nos maus momentos,
Quando não restar mais nada,
Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.
 
Desejo ainda que você seja tolerante,
Não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
Mas com os que erram muito e irremediavelmente,
E que fazendo bom uso dessa tolerância,
Você sirva de exemplo aos outros.
 
Desejo que você, sendo jovem,
Não amadureça depressa demais,
E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer
E que sendo velho, não se dedique ao desespero.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e
É preciso deixar que eles escorram por entre nós.
 
Desejo por sinal que você seja triste,
Não o ano todo, mas apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra
Que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.
 
Desejo que você descubra ,
Com o máximo de urgência,
Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,
Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.
Desejo ainda que você afague um gato,
Alimente um cuco e ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal
Porque, assim, você se sentirá bem por nada.
 
Desejo também que você plante uma semente,
Por mais minúscula que seja,
E acompanhe o seu crescimento,
Para que você saiba de quantas
Muitas vidas é feita uma árvore.
 
Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.
E que pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele
Na sua frente e diga `Isso é meu`,
Só para que fique bem claro quem é o dono de quem.
 
Desejo também que nenhum de seus afetos morra,
Por ele e por você,
Mas que se morrer, você possa chorar
Sem se lamentar e sofrer sem se culpar.
Desejo por fim que você sendo homem,
Tenha uma boa mulher,
E que sendo mulher,
Tenha um bom homem
E que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes,
E quando estiverem exaustos e sorridentes,
Ainda haja amor para recomeçar.
 
E se tudo isso acontecer,
Não tenho mais nada a te desejar.
 
Desejo – Victor Hugo
 
 
 
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Adelina Braglia às 08:54

9 comentários

De Anónimo a 26.12.2008 às 12:49

Eu desejo que o que voce deseja aos outros chegue em dobro para você...é o mínimo para que tem um coração como o seu. abraço

De Adelina Braglia a 26.12.2008 às 15:45

Que o seu desejo me abençoe. Porque transpira afeto e sinceridade. Ainda que anônimo. Ou talvez, por isso mesmo.Obrigada.

De Cleide a 28.12.2008 às 23:34

Que no próximo ano voce continue a nos brindar com seus textos maravilhosos.
Que seus dias sejam todos de ternura e afeto, a mesma ternura e afeto que voce nos presenteia.
Sou feliz em ter uma irmã que possui sentimentos tão nobres.
Feliz Ano Novo, querida!!!

De Adelina Braglia a 29.12.2008 às 11:20

Ainda que um comentário de irmã seja muito suspeito...rsrsrs...gosto de encontrar você aqui. E gosto muito de saber que você gosta do que escrevo. É parte desse meu prazer de ler e escrever o bom exemplo vindo de você, dos dias em que aprendi a esperar com alegria na infância e na adolescência o carro-biblioteca do SESI!

Minha fortuna na vida são os meus afetos. E as irmãs e o irmão que tenho é que me permitem valorizar o amor, a fraternidade, a justiça como ideiais que se sobrepõem aos aborrecimentos deste cotidiano tão "moderno", cheio de solidão entre os homens e injustiça entre os povos.

Obrigada por ser quem é. E, obrigada por me amar sempre.

Desejo que você também possa no Ano Novo continuar conquistando velhos sonhos: amor, paz e justiça.

Abraço apertado e beijo estalado.

De Cleide a 31.12.2008 às 16:15

Querida, às vezes me questiono o que eu deixo para as pessoas que passaram pela minha vida e comigo conviveram. Saber que seu prazer em ler e escrever tem muito a ver com os tempos de sua infancia e juventude, quando íamos trocar os livros na biblioteca ambulante do Sesi me deixa gratificada, pois quando temos um livro perto não estamos sozinhas.
Quando li o seu comentário me deu uma saudade imensa de voce e daqueles dias que não voltam mais. Não voltam, mas com certeza essa saudade é que mantem viva a chama que ilumina a nossa vida para novos tempos.
FELIZ 2009 para voce, filhos, nora e neta
Te amo

De Yúdice Andrade a 30.12.2008 às 12:39

Minha querida, sinto falta dos nossos bate-papos. Espero que em 2009 eles retornem com força total. E ainda tem a tapioquinha...
Fica com Deus e um forte abraço.

De Adelina Braglia a 30.12.2008 às 19:02

Querido Yúdice,

obrigada pelo carinho e pela visita. Considero um ótimosinal de que 2009 será um ano para fortalecermos a amizade, a fraternidade e o amor. Eu topo marcarmos a tapioquinha logo no início de 2009!

Um abraço pra você e Polyana. Beijo pra Júlia.

De pilantra a 30.12.2008 às 20:14

Bom 2009, querida Bia - ao menos que o Brasil tenha um bom ano!

Ainda estou no sul, devo voltar ao centro lá para 7 ou 8!
Beijão!

De Adelina Braglia a 31.12.2008 às 18:02

Querida Manuela, que Portugal também tenha um bom ano. E que nós, portuguesas e brasileiras, sejamos cada vez mais e melhores!!!

Um beijo.

Comentar post



Comentários recentes

  • Anónimo

    Meu pai foi um desses homens procuro por uma foto...

  • Adelina Braglia

    Salve, Cris.Mudamos todos, nós, os blogs, o Juca q...

  • cris moreno

    saudades. estava me lendo no travessia e vi como b...

  • Adelina Braglia

    Amém! Beijo.

  • Marga

    Querida, bom lhe ter de volta aos textos que retra...