Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



foto do autor


calendário

Julho 2006

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031


Pesquisar

 


Doce mentira.

Sábado, 29.07.06

biadorme.jpg



Beatriz chega e diz: tudo bem, vó? E quando eu respondo – tudo bem Bia, e você? – seus olhos se enchem de lágrimas e ela pergunta quando eu vou morrer.


Sem saber muito bem como explicar que isto não tem previsão, digo que vai demorar um pouco e que ainda vamos fazer muitas coisas juntas.


A tranquilidade que transparece em seu rosto apaga a feiúra da minha mentira sobre a previsibilidade da vida.


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Só dói..." 4 - Sobre o Brasil "cordial".

Sábado, 29.07.06
" Há tempos vinha me perguntando a que se devia a escolha do Brasil para chefiar uma missão de paz no Haiti. Interpretei como reconhecimento internacional de uma real expertise. Afinal o Brasil é um país que sabe “cuidar de negros” tanto que, vivendo eles, no Brasil, em condições assemelhadas às de seus irmão haitianos, comporiam, pacificamente, a democracia racial brasileira que tantos decantaram e que, se perdeu credibilidade no plano interno, ainda tem ressonância na visão internacional sobre as relações raciais no Brasil.

No entanto, um breve comentário feito por Eliane Catanhede em artigo sobre a ocupação do Exército dos morros cariocas obriga à inversão da suposta lógica, que me parecia subjacente à nossa presença militar naquele país, pois ele adiciona elementos inusitados à ocupação, que iriam além da idéia mais corrente de que esta missão poderia fortalecer a candidatura do Brasil a uma vaga no Conselho de Segurança da ONU. A colunista afirma, sobre a ocupação das favelas, que “a preparação da ação estava, inclusive, nos cálculos e planos estratégicos do próprio envio de soldados para o Haiti (...). Entre outros objetivos, está o de treinamento para atuar em conflitos envolvendo civis, como é o típico caso do Rio”.

Ao contrário de minha intuição inicial, da perspectiva colocada por Catanhede, o Haiti não é um ponto de exportação de técnicas disciplinares e de biopolítica desenvolvidas pelas instituições brasileiras sobre as populações negras, que poderiam ser aplicadas em negros haitianos, mas um campo de treinamento para o nosso Exército, de táticas de intervenção e contenção de conflitos urbanos.(...)"

Sueli Carneiro
Doutora em educação pela USP e diretora do Geledés — Instituto da Mulher Negra

http://www.geledes.org.br/colunas.html

Autoria e outros dados (tags, etc)

Adelina Braglia às 10:27

"Só dói..." 3

Sábado, 29.07.06

"Sangue


“O sangue de Jesus Cristo nos purifica de todo o pecado.” (1º João 1:7)


Parece que os políticos evangélicos fizeram uma interpretação nada ortodoxa desse texto bíblico."

( ver nota em http://www.band.com.br/primeirojornal/conteudo.asp?ID=16537&CNL=1)


(nota roubada no Bazar de Idéias, do Santos Passos: http://santospassos.blogspot.com/. )

Autoria e outros dados (tags, etc)

Adelina Braglia às 07:55

"Só dói..." 2

Sábado, 29.07.06

Nota 1

" Um relatório do Conselho Indigenista Missionário de Mato Grosso (Cimi-MT) mostra que a morosidade na demarcação das terras provocará a extinção dos povos indígenas. Entre os problemas resultantes dessa estagnação estão as constantes invasões, extração ilegal de diversos recursos naturais, principalmente a madeira, desmatamento e poluição de rios. As irregularidades provocam ainda isolamento e confinamento dos índios."


Nota 2

" O Ministério da Justiça pediu ontem à Controladoria-Geral da União (CGU) que investigue a autenticidade do documento com a lista das viagens do presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Mércio Pereira Gomes, para o Rio, os Estados Unidos e Europa.


O Estado divulgou ontem dois relatórios que indicam a emissão de 235 passagens, num valor total de R$ 252 mil, em nome de Mércio, de setembro de 2003 a maio deste ano. Foram emitidos 118 bilhetes para o Rio, 16 ao exterior e apenas 12 para Estados da região Norte, onde vive a maioria dos índios."


www.amazonia.org.br/noticias/

Autoria e outros dados (tags, etc)

Adelina Braglia às 07:39

Da série " Só dói quando eu rio..."(*)

Sábado, 29.07.06

"A situação pode ser caótica no superlotado sistema prisional do País. Mas, na Penitenciária Federal de Catanduvas, no Paraná, a realidade é diferente. Mais de um mês depois da inauguração, o presídio tem 207 celas vazias e 164 agentes penitenciários ganhando R$ 7 mil para cuidar de um único preso: o traficante carioca Fernandinho Beira-Mar, transferido para a unidade no dia 19."


Ao ler esta notícia hoje no Estadão, pensei que poderiam devolver Fernandinho pra Superintendência da Polícia Federal em Brasília e transformar a unidade de Catanduva num conjunto habitacional...


(*) série de charges do jornal O Pasquim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Adelina Braglia às 07:33


Comentários recentes

  • Anónimo

    Meu pai foi um desses homens procuro por uma foto...

  • Adelina Braglia

    Salve, Cris.Mudamos todos, nós, os blogs, o Juca q...

  • cris moreno

    saudades. estava me lendo no travessia e vi como b...

  • Adelina Braglia

    Amém! Beijo.

  • Marga

    Querida, bom lhe ter de volta aos textos que retra...






subscrever feeds