Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



foto do autor


calendário

Janeiro 2008

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


Pesquisar

 


Unámonos como hermanos que nádie nos vencera....

Quinta-feira, 24.01.08

 

 
A cantata Santa Maria de Iquique, composta e cantada pelo conjunto chileno Quilapayun, é a mais bonita que conheço. Certamente esse “mais bonita” é um juízo de valor muito, muito pessoal. Vou concordar que há outras belas, mas essa é a mais bonita.
 
A cantata é de um tempo em que ter esperanças não era doença de baixo contágio: era obrigação. Ainda que a repressão, a insegurança e o medo reduzissem - ou ampliassem? - o espectro do sonho.
 
Iquique é uma cidade portuária do Chile, onde os trabalhadores exploravam o salitre. E, em 1907, em meio a uma greve geral contra as péssimas condições de trabalho, são reprimidos violentamente pelo exército. Ao se refugiarem numa escola - a escola Santa Maria - são massacrados.
 
Eu tenho o disco, ganhei em 1974. Sim, moçada,  D-I-S-C-O - e agora falta só um toca-discos! Isso. Vou providenciar urgentemente a compra de um, pois descubro minhas raridades encaixotadas e não gosto mais de esquecer o que é bom. Mas, o  youtube garantiu ouvirmos parte da cantata, Que dira el santo padre, com o Quilapayun na sua nova formação:
 
 
 
 

E ouve-se depois o canto final e o  vibrante refrão:

 

...unámonos como hermanos que nádie nos vencera..."
 
 
 
Atravessamos aquela década com a firme convicção de que éramos uma américa latina, embora nosso sangue lusitano teimasse em justificar que nos apartássemos de los hermanos. Mas nossa identidade era tão forte - na exploração e na pobreza -  que acreditávamos na superação da falta de consanguinidade!
 
Sob tudo isso, floresceu um movimento sindical pujante, um movimento estudantil que prometia boas lideranças, e eu já não sei mais como foi que perdemos o trem da história. As grandes lideranças desse período que se sobressaíram no século 21 são Luiz Inácio Lula da Silva, pelo movimento sindical, e José Dirceu, pelo movimento estudantil.
 
Ai, Santo Ambrósio!!!
 
Vamos lá reviver a história, refrescar a memória, para ter músculos para prosseguir.
PS: Esse post é pra você, Aluísio.
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Adelina Braglia às 16:49


Comentários recentes

  • Anónimo

    Meu pai foi um desses homens procuro por uma foto...

  • Adelina Braglia

    Salve, Cris.Mudamos todos, nós, os blogs, o Juca q...

  • cris moreno

    saudades. estava me lendo no travessia e vi como b...

  • Adelina Braglia

    Amém! Beijo.

  • Marga

    Querida, bom lhe ter de volta aos textos que retra...