Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Janeiro 2008

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


Pesquisar

 


Para Ana Cleide.

Quarta-feira, 23.01.08

 

 

A melancolia tem a voz da madrinha e a imagem das pequenas manchas roxas que quando apareciam provocavam nela, de imediato, a frase: “Isso é melancolia”. Não sabia ela que seu diagnóstico era tão preciso.
 
Mas, na minha cabeça de criança e adolescente, melancolia era um estado de espírito, e não uma doença. Era estar ensimesmada, triste, “melancólica”. E, na juventude, veio uma música, Misty, que para mim era a expressão do meu entendimento de melancolia. Na voz de Johnny Mathis, talvez o mais melancólico cantor norte-americano. E havia também as belas gravações de Sara Vughan, que canta aí embaixo, e de Ella Fitzgerald. O nosso melancólico Emílio Santiago também fez dela uma bela gravação. Mas percebo agora que a melodia de Errol Garner - e nem tanto a letra, de Johnny Burke - é que trazia o sentimento da melancolia.
 

 

 

Mas agora há uma nova imagem, compatível com a vida adulta. E necessária para combater a perigosa inércia, que fragiliza e quase extermina o melancólico.
 
A Melancolia, de Albrecht Dürer:
 

 

 

 

E, felizmente, há mais hoje: um quase-desejo de resistir.  E substituir, como fundo musical da vida, Misty por Paradeiro.

 
Eu considero um bom avanço, Ana ...rsrsrs....

 

 

 

 

 

 

Haverá paradeiro
Para o nosso desejo
Dentro ou fora de um vício?

Uns preferem dinheiro
Outros querem um passeio
Perto do precipício.

Haverá paraíso
sem perder o juízo e sem morrer?

Haverá pára-raio
Para o nosso desmaio
No momento preciso?

Uns vão de pára-quedas
Outros juntam moedas
antes do prejuízo

Num momento propício
Haverá paradeiro para isso?

Haverá paradeiro
Para o nosso desejo
Dentro ou fora de nós?


(Arnaldo Antunes - Marisa Monte)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Adelina Braglia às 13:25

5 comentários

De crismoreno a 24.01.2008 às 01:17

Bia, uma sugestão: quando vc colocar o clip no blog, coloque os número 3... e 2... - onde quer dizer 400 e poucos, 300 e poucos e 300 e poucos em 200 e poucos. Você me entendeu? reduzindo o tamanho do clip a velocidade é mais rápida. Levo horas para ouvir um clip e ver tb.

Beijos.

Este sapo é terrível.

De Adelina Braglia a 24.01.2008 às 14:36

Não sei se entendi, mas vou tentar...rsrsrs...

Beijos.

De Adelina Braglia a 24.01.2008 às 15:21

Graaaaaaande, Cris! Deu certo!!!

De Santos Passos a 20.02.2008 às 01:42

Obrigado por trazer essa interpretação de Misty.
Beijinhos.

De Adelina Braglia a 20.02.2008 às 17:37

Obrigada a você pelo retorno. Beijão

Comentar post



Comentários recentes

  • Anónimo

    Meu pai foi um desses homens procuro por uma foto...

  • Adelina Braglia

    Salve, Cris.Mudamos todos, nós, os blogs, o Juca q...

  • cris moreno

    saudades. estava me lendo no travessia e vi como b...

  • Adelina Braglia

    Amém! Beijo.

  • Marga

    Querida, bom lhe ter de volta aos textos que retra...