Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



foto do autor


calendário

Setembro 2007

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30


Pesquisar

 


" Ai, essas cordas de aço...."

Terça-feira, 11.09.07
 
Acordei,  e o vício de passar em revista o noticiário - Estadão, Folha - me faz saber que os  analistas econômicos afirmam que a disparada da inflação pode afetar as projeções do ritmo do  crescimento econômico em 2008!!! Por enquanto, apenas uma "subidinha" da inflação, puxada pelo preço dos alimentos! Isto diminuirá o consumo interno e - tchan!tchan! - ano que vem alguma coisinha pode piorar.
 
 
Para tranquilizar os investidores, é melhor dar logo uma arrumadinha na previsão do crescimento do PIB neste semestre e para o próximo ano. E você, babaca, que só percebe o aumento do preço do açúcar e do café, jamais chegará a banqueiro: o Bradesco já fez a sua revisão do crescimento do PIB e já deu um aumentozinho na previsão da inflação para 2008.
 
 
Mas, se você, babaca, tivesse lido os jornais de ontem, ao invés de sair muito cedo para trabalhar e chegar cansado em casa, já depois do Jornal Nacional e, insistir com olhos cansados em ver um pedacinho da novela para saber quem matou a Taís, saberia que o Presidente Lula não admite que o Brasil seja prejudicado pela crise externa!
 
 
E aparentemente sem que nem porque, na rádio da minha cabeça cantou a Beth Carvalho - "Cordas de Aço", do Cartola. Fui ao arquivo de música e a ouço, de verdade agora. Esperta como estou ultimamente, percebo a analogia com as cordas de aço, flexíveis, que raramente arrebentam se a gente as toca com vigor, mas com delicadeza. É isso a minha nalogia: vigor e delicadeza!  O vigor do sistema financeiro e a delicadeza da nossa pobreza...rsrsrs...
 
 
Como este sapo - o provedor, não o  sapo barbudo do Brizola -  não inclui som, cantem "de ouvido" com a Beth: 
 
  

 

Ai, essas cordas de aço
Esse minúsculo braço do violão
Que os dedos meus acariciam
Ai, esse bojo perfeito
Que trago junto ao meu peito
Só você violão compreende porque
Perdi toda a alegria
E no entanto, meu pinho
Pode crer, eu adivinho
Aquela mulher até hoje
Está nos esperando
Solte o seu som da madeira
Eu, você e a companheira
na madrugada
Iremos pra casa cantando

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Adelina Braglia às 08:22

2 comentários

De cris a 11.09.2007 às 13:25

"cordas de aço"...hhuuummmm...fetiche novo na área...rsrs

Beijos, Bia.

Você "brabinha"...rsrs...é muito engraçada! Que este governo te provoque mais...rsrs...ah! e a economia também...ah! esse "babaca"...deixe ele pra lá...rsrs

De cris a 11.09.2007 às 13:27


Bia, sai da boca desse sapo...rsrs...as músicas que você coloca são lindas...mas não podemos ouvi-las...

Comentar post



Comentários recentes

  • Anónimo

    Meu pai foi um desses homens procuro por uma foto...

  • Adelina Braglia

    Salve, Cris.Mudamos todos, nós, os blogs, o Juca q...

  • cris moreno

    saudades. estava me lendo no travessia e vi como b...

  • Adelina Braglia

    Amém! Beijo.

  • Marga

    Querida, bom lhe ter de volta aos textos que retra...