Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



foto do autor


calendário

Junho 2007

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930


Pesquisar

 


Corrente do bem.

Sexta-feira, 15.06.07
Minha ex-professora, e depois grande amiga, está nesta noite na UTI, recuperando-se de uma cirurgia que desejamos que extirpe o tumor que quer cegá-la.
 
Ela e eu, passados 40 anos, cultivamos por charme e pirraça uma única divergência, sobre a blusa de bolinhas – como afirmo eu e que ela retruca que nunca vestiu roupa semelhante – que ela usava na primeira aula de português que deu para a minha turma de segundo ano clássico. 
 
A partir daquela aula, movida pelo brilho do seu olhar, guiada pelo seu sotaque baianíssimo e orquestrada pelo seu caminhar de um lado ao outro da sala, eu aprendi mais do que literatura ou gramática portuguesa. Aprendi a gostar de escrever. Aprendi a ouvir poetas e estrelas. Aprendi a ouvir as pessoas.
 
Diz ela que eu era ótima aluna de redação. Não tenho memória disto e sempre me foi conveniente acreditar que ela fala a verdade. Mas, acho que os grandes ensinamentos vieram mesmo das tardes ou noites na cozinha da sua casa, desde que os seus filhos eram pequenos e eu não pretendia ter nenhum.
 
As conversas prosseguiram por quarenta anos, mesmo com a distancia geográfica que nos mantém afastadas há quase trinta! Porém, nas idas a São Paulo, as longas conversas na cozinha se repetem, movidas a café ou a batida de maracujá, sustentadas pela pizza que meu eterno chefe, seu marido, providencia, enquanto os nossos filhos cresceram e os netos chegaram.
 
Sua clareza, sua objetividade e seus olhos, às vezes cheios d´água, são o que o tumor quer lhe roubar. Dela e de nós, suas alunas, seu marido, seus filhos, filha, noras, genro, netos, irmãos, cunhados, sobrinhos e uma legião de amigos.
 
Caramba! Somos tantos a pedir por ela e por nós,  Santo Ambrósio!
 
Não nos deixe mais tristes e pobres de amigos. Transforme nossa esperança de hoje numa barreira santa capaz de protege-la.  Ela merece. E nós, também.
 
Amém.
 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Adelina Braglia às 23:05


Comentários recentes

  • Anónimo

    Meu pai foi um desses homens procuro por uma foto...

  • Adelina Braglia

    Salve, Cris.Mudamos todos, nós, os blogs, o Juca q...

  • cris moreno

    saudades. estava me lendo no travessia e vi como b...

  • Adelina Braglia

    Amém! Beijo.

  • Marga

    Querida, bom lhe ter de volta aos textos que retra...