Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



foto do autor


calendário

Maio 2007

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


Pesquisar

 


Saudades...

Sábado, 12.05.07

 

 

Ando sentindo saudades de mim,
daquela que eu teimo que era,
mas que não tenho mais certeza se existiu.

E quando sinto esta saudade de mim,
- o que tem acontecido com uma indesejável freqüência –
sinto, na verdade, falta das risadas frouxas e dos ataques de fúria
que só aconteciam, os ataques,
porque havia uma inabalável certeza de que tudo mudava,
mas muito devagar.

Quando sinto esta saudade de mim, quase não me reconheço no espelho:
olhos baços, na boca um traço entre o cansaço e o susto.

Se eu tivesse sido o que imagino ter sido,
seria eu hoje esta somatória de desejos não realizados
e feroz auto-controle sobre a minha intolerância?

Quem sabe apenas não gosto do que sou agora
e tenha inventado uma mulher no passado para ter o consolo de ter mudado?

Mas esta saudade de mim é tão forte
que prefiro continuar a crer que existi.


Autoria e outros dados (tags, etc)

Adelina Braglia às 09:48

4 comentários

De eu a 12.05.2007 às 16:48

LUZ !

Palavra em código. Metáfora – plenitude pelo qual os seres humanos anseiam.
Você alguma vez olhou para um raio de sol depois de uma chuva fresca num dia quente de verão? Quando o raio de luz do sol se encontra com uma gota de água no ar, a luz se refrata nas sete cores do arco-íris. Todas as cores – LUZ!
Não queremos a altura de um prazer momentâneo. Ou o alívio temporário proveniente de um analgésico. Não queremos ser saudáveis somente metade de nossas vidas. Não queremos ter relações sexuais apaixonadas com nossos parceiros só durante os dois primeiros meses de um relacionamento. Queremos que nossos desejos sejam constantemente preenchidos. Essa plenitude constante é definida como LUZ.
A LUZ inclui também a força que chamamos de intuição. O elo que sustenta uma relação e que a mantém forte. A magia que atrai as pessoas certas e as oportunidades certas para nossas vidas. A energia que cura um corte no braço. A força que ativa os nossos sistemas imunológicos. O espírito interno que desperta a esperança dentro de nós. O combustível que gera nossa automotivação. A felicidade permanente e o fluxo constante de entusiasmo por viver.
Tudo isso, e muito mais, é o que a Cabala define como LUZ !

Não tenho saudade de mim ! Não perdi nada, só ganhei ! E quero todas as cores do arco-íris ! e de quebra....com aquele potinho cheio de moedas...não o $ - mas o tilintar da vida !

Um beijo.

De Simão Cireneu a 14.05.2007 às 03:12

Delícia de blog o seu, Bia! Aqui se filosofa com poesia, a beleza e a energia andam lado a lado, a sensibilidade e a força, enfim, um recanto de inteligência que vou "linkar" imediatamente no Caravançará.
Amplexos mil!

De eu a 14.05.2007 às 11:23

Você merece muito mais amiga.....eu te amo!

Bjs.

De Adelina Braglia a 14.05.2007 às 11:48

Bem vindo, Simão!
São estimulantes a sua generosidade e a sua presença aqui.
Abraço.

Comentar post



Comentários recentes

  • Anónimo

    Meu pai foi um desses homens procuro por uma foto...

  • Adelina Braglia

    Salve, Cris.Mudamos todos, nós, os blogs, o Juca q...

  • cris moreno

    saudades. estava me lendo no travessia e vi como b...

  • Adelina Braglia

    Amém! Beijo.

  • Marga

    Querida, bom lhe ter de volta aos textos que retra...