Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



foto do autor


calendário

Maio 2007

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


Pesquisar

 


Vozes do Planalto...

Terça-feira, 08.05.07

 

Não há mal estar maior do que o que é alimentado pela falta de boas expectativas,ainda que se busque as boas novas no planeta – e no Planalto Central do país.

 

A leitura do jornal quase apavora: Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprova a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos, sendo que o Presidente da CCJ é ACM. Ele mesmo.

 

O PAC, colcha de retalhos de compromissos orçamentários jamais cumpridos, neste e nos governos anteriores, está devidamente emPACado.

 

Como a imprensa anda fuçando o que foi feito em 100 dias, o Governo anuncia que vai garantir a desoneração tributária das obras porque, na verdade, é preciso garantir os investimentos privados, via PPPs.

 

Ah!!!!

 

 E o Ministro Mantega informa também que o “comércio varejista cresce a taxas chinesas!!!” Então tá.

 

Mas, tem mais. Agora as obras têm carimbos. Segundo a Ministra da Casa Civil:

“...o governo optou por um "viés conservador" e com "maior rigor possível" na classificação do andamento das obras do programa. No balanço, 61 obras foram classificadas com o carimbo verde - de adequado - 39 receberam o carimbo amarelo - de atenção - e 7 obras estão com carimbo vermelho - indicativo de uma situação preocupante.”

Carimbos. Verde. Amarelo. Vermelho.Parece aulinha de trânsito de escola maternal. Pare, olhe, pense. Tem mais:

 

“Ao comentar as obras da BR-163, que liga Mato Grosso ao Pará, classificada com o carimbo amarelo, Dilma disse que o "problema fundamental" no cronograma da obra é a necessidade de autorização para se utilizar rochas do parque nacional Jamaxim.

Ela explicou que o custo da obra vai encarecer muito se for preciso buscar rocha em outras regiões e, novamente, evitou falar da resistência de setores do meio ambiente.”

 

Tão trivial a Ministra.

E aqui no Pará, na capital do estado, um crime bárbaro acabou expondo a agiotagem como atividade legalíssima. Nenhum espanto, nenhuma manifestação da Imprensa, ou da Polícia Federal ou da Polícia do estado sobre o assunto. Os juros cobrados pelos assassinados variava de 3,5% a 8%, dependendo da entrevista, do jornal ou do dia em que a entrevista se realizou.

Não. Não sou pessimista.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Adelina Braglia às 00:46

3 comentários

De Cris a 08.05.2007 às 11:44

Bom dia amiga. Você não é pessimista...o problema todo é esse maldito "viés"...aplicado...replicado...trocado...renovado...mas a costura continua a mesma, pode?

beijos.

De juvencio de arruda a 08.05.2007 às 22:44

Arre...andamos cansados de tudo isso não é amigas?
Bjs

De Adelina Braglia a 09.05.2007 às 12:02

Estamoa sim, coração. Muito.

Comentar post



Comentários recentes

  • Anónimo

    Meu pai foi um desses homens procuro por uma foto...

  • Adelina Braglia

    Salve, Cris.Mudamos todos, nós, os blogs, o Juca q...

  • cris moreno

    saudades. estava me lendo no travessia e vi como b...

  • Adelina Braglia

    Amém! Beijo.

  • Marga

    Querida, bom lhe ter de volta aos textos que retra...