Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Novembro 2006

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930


Pesquisar

 


Abrupto.

Sábado, 18.11.06

 

 
Deste amor abrupto, eu me lembro dos desejos e não das raivas.
O afago de manhã.
O cabelo molhado depois do banho.
Lembro do rosto.
Passar a mão no rosto, sentir a pele, o calor.
Entrelaçar as mãos num namoro adolescente,
quente, quente, quente.
Quando o amor estanca não sobram fatos.
Sobram desejos.
As lembranças se ajustam às pequenas coisas:
a um sorvete, a um caju, a uma música.
Quando o amor é abrupto, a vertigem é eterna.
A aurora não vem.
 
(Abrupto – Luiza Aguilar)
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Adelina Braglia às 23:31


Comentários recentes

  • Anónimo

    Meu pai foi um desses homens procuro por uma foto...

  • Adelina Braglia

    Salve, Cris.Mudamos todos, nós, os blogs, o Juca q...

  • cris moreno

    saudades. estava me lendo no travessia e vi como b...

  • Adelina Braglia

    Amém! Beijo.

  • Marga

    Querida, bom lhe ter de volta aos textos que retra...